VOAR, VOAR

                           MINH’ALMA

                          Voa minh’alma,
                          Alcança o infinito céu azul,
                          Penetra o impenetrável,
                         Voa rápido, para dentro de mim.

                        Escuta o silêncio do coração,
                        Percorra os caminhos da imensidão,
                        Não para por nada,
                       Caminha até na luz da escuridão.

                        Voa, voa minh’alma faceira,
                        Cada vez mais alto, e mais e mais,
                        Vai até o inescrutável da inconsciência,
                        Vem até mim, de tudo me dê ciência.

                        Entenda o ensurdecedor ruído do silêncio,
                        Em alto e bom som, me diga o que pensa e o que diz, também .
                       Num sopro suave, exorciza a dor e o sofrimento,
                       Numa prece, com fervor, livra-nos do mal. Amém.

                                    Mauricio Bressan Junior

                                                 16/06/2015

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s