O TEMPO

               O TEMPO

 

O tempo, esse implacável senhor,

Que não nos espera, segue adiante.

Mas, também, um benévolo amigo,

Que nos deixa entender uma atitude tocante.

 

O tempo, nosso algoz, e sereno amigo,

Que nos dá força, e que de nós tira.

A tristeza que em nós produz,

E a alegria que em nós inspira.

 

Esse tempo, sem tempo pra nós,

Que segue adiante, não nos espera,

Não deixa nem desatar os nós,

E sem tempo, ficamos na quimera.

 

Quem dera, o tempo parasse, às vezes,

E nos desse tempo para pensar,

Quem dera não se apressasse tanto, talvez,

Quem sabe, nos deixasse, de vez em quando, voltar.

 

                                 Mauricio Bressan Junior

                                        26/11/2013

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s