CORRER RISCOS

CORRER RISCOS

          O limite entre o quero e o devo, é complexo. Penso que só com discernimento podemos perceber a diferença.
          Muitas vezes eu quero, mas não sei se devo; outras vezes,  eu devo, mas não sei se quero. Por isso é que temos que arriscar, correr riscos.
          Pois enquanto esperamos para saber a diferença entre um e outro, a vida já passou, as coisas já aconteceram, e nós acabamos parados à beira da estrada, sem ter tomado rumo algum. A certeza de que a escolha que fizemos é a melhor, só teremos depois que a fizermos. Nós, seres humanos, vivendo esta vida material, somos ainda imaturos e despreparados. Nossa evolução só acontecerá através das escolhas que fizermos, certas ou erradas. Ficar em cima do muro, é por vezes muito confortável, não se corre risco; no entanto não vivemos, apenas assistimos a vida passar.
          É evidente que tudo isto, todas as escolhas devem ter responsabilidade. Isto já é um bom começo para escolhermos coerentemente.
          Mas o que não podemos é ficar paralisados pelo medo de errar.
          Não erraríamos, se fossemos perfeitos. Mas não somos.

                                                     Mauricio Bressan Junior
                                                              06/07/2009

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s