A VIDA

A VIDA

Tantas voltas;
Tantas idas,
Tantas vindas,
Pra chegar ao mesmo lugar.

Tanto esforço,
Tanto empenho,
Tanto tempo para cada momento.
Pra não sair do lugar onde se está.

Andar, correr, caminhar,
Subir e depois descer,
Ir em frente,
Ou recuar.

Cada instante, ofegante.
Uma corrida inquietante,
Uma força desgastante,
Pra permanecer constante.

Ir e vir,
Ficar e depois sair,
Numa angustia angustiante,
Pra um lugar entediante.

Sem saber o que fazer,
Fazendo sem saber,
E uma aflição sem parar,
Pra não sair do lugar.

Quebrar a inércia,
Vencer a preguiça,
Sair da rotina, da mesmice,
Mas a vida, não a subestime.

Inda que se esboce uma aurora,
Inda que se lute sem parar,
Será que resolve,
Será que se pode esperar?

Mauricio Bressan Junior
       25/06/2008

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s