FILOSOFIA PURA

Esta foi mais uma das minhas noites insones. Mas esta foi menos tenebrosa que outras,
tanto que, pensando nos filósofos, mais precisamente em Pitágoras, me levantei e escrevi
esta brincadeira com eles, que foram tão sérios e determinados na busca pelo saber.
Mas na verdade, depois de escrito, percebi que existe um teor sério neste poema.

Mauricio Bressan Junior
18/01/2011

FILOSOFANDO

Ângulo, cateto e hipotenusa.
Ah! Pitágoras resolve esta questão,
Carece discernimento, a esta mente obtusa.
E tu sabes qual a justa e reta equação.

Na mente que não sabe, que não sente,
Talvez só tu, sábio Sócrates, poderias;
Com teu retórico método presente, e
O teu poder de discernimento, tudo resolverias.

No entanto, se é coração doente,
Por dores de amor afligido,
Hipócrates, sábio filósofo docente,
Cura, por favor, o pobre órgão atingido.

Ah! Quanta aflição pra um só vivente;
Mente, alma e coração doente.
Hipotenusa, ângulo e cateto,
Que me venha acudir o Tales de Mileto.

Muricio Bressan Junior
15/11/2010

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s